Na avenida da minha vida, componho e compartilho a ferro e flores de todas as emoções, inquietações e explosões de uma jornada profunda, intensa e fascinante.
Seja Bem vindo!

domingo, 10 de outubro de 2010

Viagem de Reis

Como a independência e a liberdade andam de mãos dadas dentro de mim, quando é preciso também viajo sozinha. Entro num restaurante sozinha, dirijo meu carro sozinha, bebo um chopp a beira mar sozinha. O estranho é que ainda há mulheres que, quando combinamos um almoço ou um chopp num fim de tarde, me esperam na porta do restaurante porque não conseguiriam entrar sem companhia. E não estou falando de desamparadas donas-de-casa sem cultura, nem de camponesas que nunca entraram num restaurante.
Não é natural uma mulher madura ter medo de entrar sozinha num restaurante. Não é natural proibir-se de viver por causa da opinião alheia. Não é natural envergonhar-se de amar, desejar, em qualquer idade.
Inatural é não ter projetos. Não ter sonhos...
O essencial é que, a que estou vivendo seja a minha vida: não aquela que os outros, a sociedade, a mídia querem impor.
Que ela seja desdobramento e abertura. Que neste universo de mil recursos e artifícios, de artefatos e inovações fantásticas, de agitação e efervescência, eu consiga ainda ter o meu lugar, aquele onde me sinto bem, onde estou confortável - não adormecida.
Onde eu possa ainda acreditar: não faz muita diferença em quê, desde que não seja unicamente no mal, na violência, na traição, na corrupção, no negativo.
Para que o argumento da nossa história seja o de uma viagem de reis: não um bando de ratos assustados correndo atrás de seus próprios reflexos num labirinto espelhado.

9 comentários:

  1. Má!!! Quanto mais te conheço, mais te admiro!

    "Para que o argumento da nossa história seja o de uma viagem de reis: não um bando de ratos assustados correndo atrás de seus próprios reflexos num labirinto espelhado". Que perfeição o que escreves... e que orgulho sinto de ti. Hoje e sempre.

    Beijos imensos

    Carla

    ResponderExcluir
  2. Esqueci de dizer: Peloamordedeus, tira esse verificador de palavras!! Você sabe como sou cega! Ninguém vai te mandar um spam ou coisa que o valha. Rsrsrsrs

    Beijo

    Carla

    ResponderExcluir
  3. Carla,

    Obrigada por suas palavras. É muito gratificante tê-la por aqui. Obrigada por me permitir fazer parte da sua viagem de reis.
    Um beijo,

    PS. Tirei o verificador de palavras... rsss

    ResponderExcluir
  4. Que texto perfeito!
    Você me surpreende sempre.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Profundo isso...Lembra Clarice Lispector.

    ResponderExcluir
  6. Tina,
    Obrigada por estar sempre presente.
    Beijo,

    ResponderExcluir
  7. Nossa Jurandir, obrigada por tamanho elogio, embora, bastante exagerado.
    Tenho acompanhado seu blog. Obrigada pela visita.
    Beijo,

    ResponderExcluir
  8. FIQUEI BEM...EM OTIMA COMPANHIA..COMIGO MESMA ...SAI DE CARRO SEM SABER O RUMO ESTAVA TRISTE COM O MUNDO COM TUDO COM AS PESSOAS E SAI...OUVINDO A.HA MUSICA QUE AMO..E ANDEI POR TUDO SENTI O CHEIRO DA CHUVA DO VENTO E O SOL...CHEGUEI NA PRACINHA ONDE MOÇA IA COM AMIGOS E ATE NAMORADO TOCAR VIOLÃO OUVIR BETO GUEDES OUVIR BELCHIOR...E BENITO DI PAULA ENTRE OUTROS ....POR UM MOMENTO SENTI UM SORRISO NOS LABIOS QUE HA 30 ANOS NÃO SENTIA E REVIVI ..REVIVI UNS MOMENTOS LINDOS QUE JAMAIS VOLTARA ...E FIQUEI ALI HORAS SENTADA OBSERAVDNO A PRAÇA ONDE AS ARVORES CRESCERAM COMO MINHA SAUDADE DO TEMPO....DEU A HORA DE IR..ME DESPEDI DE MIM...SENTI UMA TRISTEZA UMA SAUDADE MAS UM ALIVIO DE SABER QUE MINHA COMPANHIA PREFERIDA ESTA AQUI..DENTRO DO MEU CORAÇÃO.E QUE A AQUALQUER HORA QUALQUER TEMPO..EU POSSO CHAMA E ELA VIRÁ RADIANTE POR LIBERDADE E O MELHOR NOS DUAS NOS DAMOS MUITO BEM GOSTAMOS DE TUDO IGUAL..E ESTAREMOS JUNTAS SEMPRE..NA PRAIA NA PRAÇA NA VIDA NO MUNDO ...
    BJS
    OTILIA

    ResponderExcluir
  9. Otilia,
    O seu texto só me diz, cada dia mais, como você convive bem com você mesma.
    Esse seu auto-entendimento, é algo admirável.
    Um beijo e obrigada por comentar aqui.

    ResponderExcluir